Usamos cookies em nosso site para lhe dar a experiência mais relevante, lembrando suas preferências e repetindo visitas. Ao clicar em "Aceitar tudo", você concorda com o uso de TODOS os cookies. No entanto, você pode visitar "Configurações de cookies" para fornecer um consentimento controlado.

Visão geral da privacidade

Este site usa cookies para melhorar sua experiência enquanto você navega pelo site. Destes, os cookies categorizados conforme necessário são armazenados no seu navegador, pois são essenciais para o funcionamento das funcionalidades básicas do site. T...

Sempre ativado

Os cookies necessários são absolutamente essenciais para que o site funcione corretamente. Esta categoria inclui apenas cookies que garantem funcionalidades básicas e recursos de segurança do site. Esses cookies não armazenam nenhuma informação pessoal.

Quaisquer cookies que podem não ser particularmente necessários para o funcionamento do site e são usados especificamente para coletar dados pessoais do usuário através de análises, anúncios, outros conteúdos incorporados são denominados como cookies não necessários. É obrigatório obter o consentimento do usuário antes de executar esses cookies em seu site.

Estatística?

Luciano Huck entra em minha sala para anunciar um complexo polivitamínico e diz: “pesquisas mostram que dois em cada três brasileiros podem não estar consumindo a quantidade necessária de vitaminas.” É isso mesmo? “Podem não estar consumindo”?!?

 

Quer dizer, então, que podem estar consumindo, certo? Podem estar ou podem não estar… Que raio de estatística é essa?

 

Não sou matemático, mas amo os números e suas aplicações. Além do mais, minha formação de astrônomo me torna um usuário contumaz de métodos estatísticos. Não há como estudar todas as estrelas da galáxia, ou todas as galáxias do Universo. Trabalhamos sempre com amostragem. Estatística pura.

 

Por isso mesmo me ressinto quando ouço a máxima “estatística é a arte de mentir com números”, e suas infinitas variações. Mas de fato, quando mal utilizada, torna-se realmente uma poderosa ferramenta a serviço da mentira!

 

Por exemplo: sem a menor cerimônia (e sem consulta prévia) eu posso afirmar que 100% dos leitores deste blog podem ter gostado deste artigo. E prove que eu estou errado!