Usamos cookies em nosso site para lhe dar a experiência mais relevante, lembrando suas preferências e repetindo visitas. Ao clicar em "Aceitar tudo", você concorda com o uso de TODOS os cookies. No entanto, você pode visitar "Configurações de cookies" para fornecer um consentimento controlado.

Visão geral da privacidade

Este site usa cookies para melhorar sua experiência enquanto você navega pelo site. Destes, os cookies categorizados conforme necessário são armazenados no seu navegador, pois são essenciais para o funcionamento das funcionalidades básicas do site. T...

Sempre ativado

Os cookies necessários são absolutamente essenciais para que o site funcione corretamente. Esta categoria inclui apenas cookies que garantem funcionalidades básicas e recursos de segurança do site. Esses cookies não armazenam nenhuma informação pessoal.

Quaisquer cookies que podem não ser particularmente necessários para o funcionamento do site e são usados especificamente para coletar dados pessoais do usuário através de análises, anúncios, outros conteúdos incorporados são denominados como cookies não necessários. É obrigatório obter o consentimento do usuário antes de executar esses cookies em seu site.

Busca por universos paralelos é promissora

Comentário do Astrônomo Alexandre Cherman à “’Busca por universos paralelos é promissora’, segundo cientista”.

A palavra “Universo” surgiu provavelmente no começo do primeiro milênio. Foi cunhada a partir de um erro conceitual grave, porém corriqueiro. Acreditava-se, naquela época, que a Terra jazia imóvel no centro do Cosmos (um sinônimo de Universo, este termo tem origem grega e quer dizer “beleza, organização”). Assim sendo, a única maneira de explicar o movimento diurno dos objetos celestes, que hoje sabemos ser um movimento aparente causado pela rotação da Terra, era conferir a todos os astros um movimento em uníssono, com período de 24h.

Para os nossos antepassados, tudo o que havia no céu girava como um grande objeto, dando uma volta completa em 24 horas. Este “girar como uma coisa só”, em latim, é dito “unus verterem”, termo que acabou se corrompendo e deu origem à palavra “Universo”. Ou seja, o nascimento deste termo, “Universo”, partiu de uma idéia errada que tínhamos sobre o Cosmos.

Como definimos “Universo” nos dias atuais? Simples. Assustadoramente simples. Universo é “tudo o que existe”. A Cosmologia é um ramo da ciência que alia Física, Astronomia e Matemática para estudar o Cosmos, ou o Universo. Ou seja, a Cosmologia estuda TUDO O QUE EXISTE!!!!

Por isso mesmo eu não gosto do termo “universos paralelos”. Ora, se o Universo é TUDO, como pode haver um outro Universo, paralelo, ortogonal ou cor-de-rosa-com-bolinhas-roxas?!? Ao invés de “universos paralelos”, deveríamos estar usando o termo “partes desconhecidas do Universo” (afinal, o Universo é tudo o que existe…).

Não sou indiferente ao fato de que “universo paralelo” é bem mais sonoro e instigante do que “parte desconhecida do Universo”. Mas “universo paralelo”, do ponto de vista semântico, é um oximoro.

Independente disso, a notícia é muito estimulante. Estas partes desconhecidas do Universo existiriam independentes entre si, sem contato (daí o termo “paralelo”). A nossa parte não tem ligação com outras partes, e assim sucessivamente. Mas não têm ligação nos dias atuais. No passado, estas “bolhas isoladas” (partes desconexas do Universo) teriam se esbarrado e se interpenetrado. E tal como bolhas, teriam definido interseções que poderiam ser observadas ainda nos dias de hoje.

Mas por que a condicional? Ora, porque isso tudo é hipótese, mera especulação. A descoberta de alguns padrões circulares é interessante, mas desde já fica a ressalva: não há porque as “bolhas” serem perfeitamente circulares e, portanto, não há porque suas interseções, se é que elas existem, serem círculos.

Se a informação é um produto, aqui mais do que nunca vale a máxima latina: caveat emptor (o risco é do comprador).

E fica o convite para o leitor que se interessa pelo tema: o curso “Introdução à Cosmologia” acontecerá de 19 a 23 de setembro.