Usamos cookies em nosso site para lhe dar a experiência mais relevante, lembrando suas preferências e repetindo visitas. Ao clicar em "Aceitar tudo", você concorda com o uso de TODOS os cookies. No entanto, você pode visitar "Configurações de cookies" para fornecer um consentimento controlado.

Visão geral da privacidade

Este site usa cookies para melhorar sua experiência enquanto você navega pelo site. Destes, os cookies categorizados conforme necessário são armazenados no seu navegador, pois são essenciais para o funcionamento das funcionalidades básicas do site. T...

Sempre ativado

Os cookies necessários são absolutamente essenciais para que o site funcione corretamente. Esta categoria inclui apenas cookies que garantem funcionalidades básicas e recursos de segurança do site. Esses cookies não armazenam nenhuma informação pessoal.

Quaisquer cookies que podem não ser particularmente necessários para o funcionamento do site e são usados especificamente para coletar dados pessoais do usuário através de análises, anúncios, outros conteúdos incorporados são denominados como cookies não necessários. É obrigatório obter o consentimento do usuário antes de executar esses cookies em seu site.

Terra Magnética

 

Quem não brincou algum dia com um ímã? Encontramos esse produto em situações corriqueiras, as mais variadas – a mais comum, hoje em dia, o ímã de geladeira. Nosso planeta se comporta como um gigantesco ímã, e graças a isso, alguns dos mais belos fenômenos da natureza (auroras) acontecem, e principalmente, o nosso planeta é protegido de parte da radiação solar. Mas tem coisas que não entendemos ainda: por que os polos magnéticos, e os campos magnéticos variam?

 

Nosso planeta é rico em metais, e no centro da Terra, devido à sua alta temperatura, o metal encontra-se no estado líquido. É justamente o movimento desse fluido metálico, que gera o campo magnético da Terra. O campo magnético terrestre influencia de vários modos o nosso planeta. Um deles é o surgimento das belas auroras. O campo magnético influencia também nos sistemas de navegação em nosso planeta. Mais importante que isso, ele nos fornece uma poderosa blindagem contra a radiação solar, impedindo que partículas perigosas nos atinjam. Protege também a nossa atmosfera: sem o campo magnético, o vento solar poderia ter expulso a nossa atmosfera, à semelhança do que provavelmente ocorreu com o planeta Marte.

 

O estudo de nosso campo magnético é, portanto, fundamental, sob vários aspectos. A Agência Espacial Europeia é responsável pelo projeto “swarm”, que consiste na colocação, em orbita da Terra, de satélites que estudarão o campo magnético de nosso planeta (ver matéria). Três deles serão lançados na semana que vem, e esperamos para breve, respostas para as perguntas do primeiro parágrafo.