Lua empoeirada

 

peoQuando Neil Armstrong deu os primeiros passos na Lua, em 1969, ele fazia ideia do incômodo que a poeira da Lua poderia produzir. A poeira áspera agarrou-se a tudo o que tocava, fazendo com que os instrumentos científicos sofressem superaquecimento.

 

Anos depois, na missão Apollo 17, o astronauta Harrison Schmitt, após retornar de uma longa caminhada na Lua, perto do Mar da Serenidade, sentiu forte odor desagradável ao retornar para o orbitador. A poeira lunar começou a circular pelo ambiente. Mais tarde, Schmitt sentiu-se congestionado e teve febre.

 

Para o patologista da NASA, Russell Kerschmann o verdadeiro problema é absorção da poeira pelo pulmão. De certa forma, ela se assemelha ao pó de sílica na Terra, que causa a silicose, uma doença grave. A silicose costuma atingir os trabalhadores da mineração, onde a presença de pó fino causa problemas ao pulmão. Isso não significa que vai necessariamente acontecer com os astronautas, mas é um problema que precisa ser considerado.

 

O problema da poeira na Lua foi considerado importante para a NASA, tanto que na missão Apollo 12, os astronautas colocaram na Lua um detector de poeira lunar, que fez a primeira medição dessa poeira ao longo de seis anos. A ideia era simples: três painéis solares do dispositivo, à medida que eram cobertos por poeira, geravam variação de corrente, que era registrada.

 

Curiosamente, os dados retornados para a Terra foram perdidos, e somente agora, quarenta anos depois, recuperados. Os registros analisados mostram que seria muito mais fácil faxinar uma casa na Lua do que na Terra: são necessários mil anos para que uma poeira de 1mm de espessura se forme.

 

Parece pouco, mas pode ser problemático, por exemplo, para painéis solares em futuras missões ao nosso satélite. Além disso, devemos lembrar que um planeta bem empoeirado será certamente alvo de missões tripuladas num futuro próximo. Marte, o planeta vermelho é coberto de poeira, e quanto mais soubermos sobre as propriedades e os efeitos da poeira nesses locais, mais segurança teremos nas futuras missões espaciais. Dentro desse espírito, a NASA enviou para a Lua, a sonda Ladde, que vai estudar a atmosfera de poeira de nosso satélite. Será que estamos chegando a conclusão que o aspirador de pó será um item imprescindível para o futuro da conquista espacial?

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *