Usamos cookies em nosso site para lhe dar a experiência mais relevante, lembrando suas preferências e repetindo visitas. Ao clicar em "Aceitar tudo", você concorda com o uso de TODOS os cookies. No entanto, você pode visitar "Configurações de cookies" para fornecer um consentimento controlado.

Visão geral da privacidade

Este site usa cookies para melhorar sua experiência enquanto você navega pelo site. Destes, os cookies categorizados conforme necessário são armazenados no seu navegador, pois são essenciais para o funcionamento das funcionalidades básicas do site. T...

Sempre ativado

Os cookies necessários são absolutamente essenciais para que o site funcione corretamente. Esta categoria inclui apenas cookies que garantem funcionalidades básicas e recursos de segurança do site. Esses cookies não armazenam nenhuma informação pessoal.

Quaisquer cookies que podem não ser particularmente necessários para o funcionamento do site e são usados especificamente para coletar dados pessoais do usuário através de análises, anúncios, outros conteúdos incorporados são denominados como cookies não necessários. É obrigatório obter o consentimento do usuário antes de executar esses cookies em seu site.

Fatos e boatos sobre Marte

No mês de agosto, em alguns anos anteriores, a curiosidade dos internautas e da mídia foi despertada por um e-mail (des)informando que o planeta Marte seria visível com o tamanho de “duas luas no céu”. Isso começou em 2003, repetiu-se em 2005 e ainda nos anos ímpares seguintes. Nós estamos em um ano par, mas não custa já ficarmos prevenidos.

Em 2003, no mês de agosto, Marte ficou próximo da Terra durante a oposição (época em que o Sol, a Terra e Marte ficam aproximadamente alinhados, nessa ordem). Este é um fato astronômico normal, e está relacionado com os períodos de revolução da Terra e de Marte em torno do Sol.

Não se sabe muito bem de onde surgiu a informação de que aquele planeta apareceria tão grande para o observador na Terra. Na verdade, ele surgiria como um ponto bastante brilhante, porém nada muito maior que uma das estrelas brilhantes do céu.

O que causou mais estranheza foi o fato de que, em 2005 e 2007, no mesmo mês de agosto, o mesmo e-mail abarrotou as caixas postais de todo mundo.

Certamente, tratou-se de uma brincadeira (de mau gosto, diga-se de passagem). Para você entender por quê, saiba que as oposições sucessivas de Marte acontecem com um intervalo de cerca de dois anos e dois meses. Assim, em 2005, o planeta aproximou-se da Terra no mês de outubro e, em 2007, em dezembro.

Então, em agosto do ano que vem, quando você receber um e-mail informando que Marte vai ficar tão grande a ponto de ofuscar a Lua, simplesmente apague-o.