Eclipse no carnaval: 26/02/2017

eclipse

No próximo domingo (26/02/2017) tem eclipse solar anular visível como parcial em mais da metade do país. No Rio será pela manhã, mas será que alguém vai querer ver eclipse em pleno carnaval? 

O que é um eclipse solar anular?

Algumas vezes, quando a Lua está entre a Terra e o Sol, sempre na Lua Nova, a sombra lunar percorre a superfície terrestre. Ao longo desta estreita faixa o Sol é ocultado totalmente pelo disco lunar. A órbita da Lua ao redor da Terra não se encontra exatamente no mesmo plano que contém a Terra e o Sol e, por isso, nem toda Lua Nova tem eclipse solar, e nem toda Lua Cheia tem eclipse lunar. Às vezes, a Lua vai estar mais ao norte ou mais ao sul do plano da órbita terrestre (chamado de eclíptica). A órbita lunar também não é exatamente circular. Em um eclipse anular a Lua está mais distante (próxima ao apogeu) e no momento central do eclipse o disco lunar não cobre totalmente o disco solar deixando visível um anel de luz solar.

eclipse_sol_esquema
Esquema de um eclipse anular, fora de escala (Fonte: http://www.apolo11.com).
eclipse-2017-02-26
Gráfico animado do percurso da sombra da Lua sobre o globo terrestre.
eclipse anular
Aspectos das principais etapas de um eclipse anular. (Crédito: http://www.mreclipse.com)
Visibilidade de eclipse de 26/02/2017.
Visibilidade do eclipse de 26/02/2017.

Vai dar para observar aqui no Brasil? Como vai ser visível no Rio?

O eclipse só vai ser visível como anular em uma estreita faixa que cruza o sul da Argentina e o sul do Chile. No Brasil, metade do território (sul da linha indicada no mapa abaixo) verá um eclipse parcial com porcentagens diferentes de ocultação.

No Rio de Janeiro o eclipse começa às 10h10min, atinge um máximo de 43% de ocultação as 11h41min (73 graus de altura em relação ao horizonte) e acaba as 13h11min

eclipse solar
Visibilidade do Eclipse Solar de 26/02/2017 no Brasil.
eclipse parcial
Aspecto do Sol no momento de máximo eclipse no Rio de Janeiro as 11h41min – 43% de ocultação. (Fonte: https://www.timeanddate.com/eclipse/solar/2017-february-26)

Como observar de forma segura?

Projeção

Certamente o método mais seguro é projetar a imagem do Sol em um anteparo ou tela (pode ser uma folha de papel branco ou uma parede da mesma cor). O método mais simples é usar uma câmara escura (pin hole em inglês). Você pode fazer isso em uma caixa. Quanto mais comprida a caixa melhor, pois o tamanho da imagem é proporcional à distância entre o orifício e o anteparo. O diâmetro do orifício também influencia na qualidade da imagem. Se for muito pequeno a imagem fica escura, se for muito grande a imagem perde a definição. Para uma boa imagem do eclipse pense em um furo de 0,5cm. Detalhe: o furo não precisa ser redondo. Se for usar uma caixa de sapato comece com um furo de agulha. Se for usar uma caixa maior (que dê para pôr a cabeça dentro) não passe muito da espessura de um prego.

projeção
Esquema para a projeção com cartão furado. Você pode projetar na sombra do cartão ou usar um espelho e projetar a imagem num ambiente escuro ou anteparo na sombra.

Slide3

Uma caixa grande pode oferecer imagens grandes.
Uma caixa grande pode oferecer imagens grandes.

Slide2

Uso de Filtros com e sem telescópios

Observar diretamente somente com filtros apropriados. Para telescópios existem filtros apropriados usados na objetiva. Algumas lunetas mais simples costumam vir com filtros de ocular. Nunca use estes filtros para a observação solar, eles podem rachar devido ao aquecimento.

Filtros para atarraxar na ocular não devem ser usados para observar o Sol.
Filtros para atarraxar na ocular não devem ser usados para observar o Sol.

Para a observação existem pelo menos dois filmes importados: 1) folhas metalizadas do tipo mylar, intituladas solar screen; 2) filmes de um polímero sintético chamada de baader. Se você não dispõe destes produtos ou tem dúvidas quanto à procedência NÃO IMPROVISE; existe uma opção mais acessível e razoavelmente confiável: o filtro (ou lente) de soldador número 14 (não use números menores). Você obtém facilmente nas lojas de ferragens em retângulos ou círculos.

IMG_2545-300x225
Acima: Filtro Mylar para observação solar. Abaixo: Dois filtros de soldador 14 (preço de 2007).
EclipseSolar110907-300x180
Acima: uso do filtro de soldador número 14. Abaixo: Imagens do eclipse solar parcial de 11 de setembro de 2007. Esquerda: com filtro de soldador 14. Direita: filtro mylar.
Algumas dicas de observação segura de eclipses solares.
Algumas dicas de observação segura de eclipses solares.

♦Métodos de observação segura de eclipses Solares: http://ceurbano.blogspot.com.br/2014/06/metodos-de-observacao-segura-do-sol-e.html

♦Vídeo prático resumindo a observação do Sol sem instrumento óptico: https://www.youtube.com/watch?v=_P_tFnHWaF0

♦Se quiser saber como vai ser em sua cidade sugiro o seguinte link: https://www.vercalendario.info/pt/lua/brasil-26-fevereiro-2017.html

Ver também: 

http://www.deviante.com.br/noticias/ciencia/eclipse-solar-de-carnaval-e-como-observa-lo/

 

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *