Usamos cookies em nosso site para lhe dar a experiência mais relevante, lembrando suas preferências e repetindo visitas. Ao clicar em "Aceitar tudo", você concorda com o uso de TODOS os cookies. No entanto, você pode visitar "Configurações de cookies" para fornecer um consentimento controlado.

Visão geral da privacidade

Este site usa cookies para melhorar sua experiência enquanto você navega pelo site. Destes, os cookies categorizados conforme necessário são armazenados no seu navegador, pois são essenciais para o funcionamento das funcionalidades básicas do site. T...

Sempre ativado

Os cookies necessários são absolutamente essenciais para que o site funcione corretamente. Esta categoria inclui apenas cookies que garantem funcionalidades básicas e recursos de segurança do site. Esses cookies não armazenam nenhuma informação pessoal.

Quaisquer cookies que podem não ser particularmente necessários para o funcionamento do site e são usados especificamente para coletar dados pessoais do usuário através de análises, anúncios, outros conteúdos incorporados são denominados como cookies não necessários. É obrigatório obter o consentimento do usuário antes de executar esses cookies em seu site.

Eclipse Lunar – 27/07/2018

Quando a Lua, no seu movimento orbital, passa pela sombra da Terra ocorre um eclipse lunar. Neste momento o Sol, a Terra e a Lua (nesta ordem) ficam alinhados no espaço. Isso acontece durante a Lua Cheia – mas não em toda Lua Cheia – porque a órbita lunar não está no mesmo plano da órbita terrestre. Uma das coisas interessantes neste fenômeno é que parte da luz solar entra no cone de sombra da Terra e atinge a Lua durante o eclipse. Isso faz com que, no momento máximo do eclipse, a Lua continue visível. Dependendo das condições atmosféricas da Terra, a Lua pode ficar amarelada, laranja, vermelha ou marrom. A cor está ligada a quantidade de partículas em suspensão.

eclipse lunar
Diversos aspectos do eclipse lunar parcial de 3 de março de 2007 (tiradas sem telescópio pelo autor: usando somente o zoom óptico da câmera Canon PowerShot A520).

Na próxima sexta-feira, dia 27 de julho, teremos um eclipse lunar. Nem todo o Brasil verá a Lua eclipsada. Quanto mais para o litoral, a visibilidade será melhor. No Rio de Janeiro, a  Lua já nasce eclipsada às 17h 26min. Poderemos ver o fim do eclipse em torno das 19h 19min. Os melhores pontos para ver o nascer da Lua naquela noite estão no litoral sul da cidade onde se pode ver a Lua nascer no mar sem obstáculos. Do Morro da Urca até Barra de Guaratiba, o nascer da Lua poderá ser visto no mar. Lugares como o Arpoador, Praia do Diabo e Grumari parecem boas escolhas. Lugares altos onde se possa ver o nascer da Lua  (direção sudeste) sem prédios ou árvores também podem oferecer uma boa oportunidade para uma foto bonita.

O litoral sul da cidade do Rio de Janeiro é melhor lugar para ver a Lua nascer no mar (sem obstáculos) no dia do eclipse. As linhas pontilhadas paralelas mostram a direção do nascer da Lua no dia 27 de Junho (17:26).
O eclipse será totalmente visível na África Oriental, Oriente Médio e Índia.

O Planetário do Rio, em parceria com o clube de astronomia NGC51 e o Museu Histórico do Exército, estará no Forte de Copacabana (Campo de Marte) a partir das 17h  até as 20h 30min observando o eclipse e os diversos planetas visíveis naquela noite (Vênus, Júpiter, Saturno e Marte). Os convites serão distribuídos a partir das 16h na entrada do Forte. Há vagas limitadas. Caso chova ou nuble a observação será cancelada.

Link interessante:

https://www.timeanddate.com/eclipse/in/brazil/rio-de-janeiro?iso=20180727

https://vimeo.com/253544865