Usamos cookies em nosso site para lhe dar a experiência mais relevante, lembrando suas preferências e repetindo visitas. Ao clicar em "Aceitar tudo", você concorda com o uso de TODOS os cookies. No entanto, você pode visitar "Configurações de cookies" para fornecer um consentimento controlado.

Visão geral da privacidade

Este site usa cookies para melhorar sua experiência enquanto você navega pelo site. Destes, os cookies categorizados conforme necessário são armazenados no seu navegador, pois são essenciais para o funcionamento das funcionalidades básicas do site. T...

Sempre ativado

Os cookies necessários são absolutamente essenciais para que o site funcione corretamente. Esta categoria inclui apenas cookies que garantem funcionalidades básicas e recursos de segurança do site. Esses cookies não armazenam nenhuma informação pessoal.

Quaisquer cookies que podem não ser particularmente necessários para o funcionamento do site e são usados especificamente para coletar dados pessoais do usuário através de análises, anúncios, outros conteúdos incorporados são denominados como cookies não necessários. É obrigatório obter o consentimento do usuário antes de executar esses cookies em seu site.

Como ver a Estação Espacial no céu?

Qualquer objeto em órbita pode ser visto da superfície da Terra desde que tenha proporções razoáveis, não esteja muito longe e seja iluminado pela luz solar. Se soubermos a hora certa e o lugar apropriado para onde olhar, podemos ver vários satélites artificiais passando no céu após o pôr do Sol (até às 20h30 min) e antes do nascer do Sol (a partir das 03h30 min). Os maiores objetos em órbita sempre foram as estações espaciais.

Foi durante a corrida espacial que as primeiras estações espaciais foram postas em órbita. Elas chamavam-se Salyut e foram lançadas pela antiga União Soviética. Foram sete delas entre 1971 e 1982. Logo depois, vieram a Skylab (EUA, 1973), a MIR (URSS, 1986), a ISS (Internacional, 1998) e a Tiangong (China, 2011). ISS é a sigla em inglês para Estação Espacial Internacional, um projeto herdeiro da tecnologia desenvolvida para a estação MIR com a colaboração da NASA e ESA. A ISS é o maior objeto em órbita atualmente e, por conseguinte, tornou-se o objeto artificial mais facilmente visível no céu.

Dependendo da órbita, em certos períodos, a ISS pode ser vista noites seguidas em uma dada cidade. Para o Rio de Janeiro, teremos um período de observação diária a partir do dia 24 de setembro até primeiro de outubro. Cada dia a ISS passará num horário um pouco diferente no período entre 18h20min e 20h. A melhor data, quando a ISS estará mais brilhante, será no dia 26/09 entre 18h22min e 20h01min. Para saber as condições em outras cidades é preciso ver sites de previsões (ver links no final do artigo). O mapa abaixo mostra as regiões “sobrevoadas” pela estação. A ISS é visível em todo o Brasil.

 

 
Links de interesse: