Usamos cookies em nosso site para lhe dar a experiência mais relevante, lembrando suas preferências e repetindo visitas. Ao clicar em "Aceitar tudo", você concorda com o uso de TODOS os cookies. No entanto, você pode visitar "Configurações de cookies" para fornecer um consentimento controlado.

Visão geral da privacidade

Este site usa cookies para melhorar sua experiência enquanto você navega pelo site. Destes, os cookies categorizados conforme necessário são armazenados no seu navegador, pois são essenciais para o funcionamento das funcionalidades básicas do site. T...

Sempre ativado

Os cookies necessários são absolutamente essenciais para que o site funcione corretamente. Esta categoria inclui apenas cookies que garantem funcionalidades básicas e recursos de segurança do site. Esses cookies não armazenam nenhuma informação pessoal.

Quaisquer cookies que podem não ser particularmente necessários para o funcionamento do site e são usados especificamente para coletar dados pessoais do usuário através de análises, anúncios, outros conteúdos incorporados são denominados como cookies não necessários. É obrigatório obter o consentimento do usuário antes de executar esses cookies em seu site.

Trânsito de Vênus

 

 

No dia 5 de junho de 2012 ocorrerá o trânsito do planeta Vênus. O fenômeno astronômico é bastante raro: o próximo acontecerá apenas em 11 de dezembro de 2117. O trânsito iniciará às 19h7min do dia 5 de junho, e terminará à 1h50min da madrugada do dia seguinte. Infelizmente, a quase totalidade dos brasileiros não poderá acompanhar no céu o fenômeno. Somente no extremo noroeste brasileiro será possível acompanhar o fenômeno, e mesmo assim, em seu início apenas.

 

O trânsito de um planeta ocorre quando este, visto da Terra, passa na frente do Sol. O trânsito só ocorre com planetas cujas órbitas se encontram entre a Terra e o Sol, ou seja, Mercúrio e Vênus. O trânsito é um fenômeno astronômico similar ao eclipse solar (que acontece quando a Lua encobre o Sol), com a diferença que o planeta aparece bem menor que a Lua, de maneira que ele não pode cobrir totalmente o Sol.

 

Por serem bastante raros, apenas sete trânsitos ocorreram desde o surgimento da luneta astronômica: em 1631, 1639, 1761, 1769, 1874, 1882 e 2004. Foram importantes, inicialmente, na determinação da escala de distâncias do Sistema Solar. Posteriormente os trânsitos foram importantes no estudo da atmosfera de Vênus, por meio da espectroscopia. Um dos grandes desafios que se apresentam para a astronomia moderna é a busca por exoplanetas (planetas fora do Sistema Solar), e o trânsito de planetas em estrelas distantes é o principal método de busca. Os trânsitos de Vênus mais recentes (2004 e agora 2012), fornecem um importante teste do método a ser aplicado nas estrelas distantes.

 

Poderemos acompanhar o fenômeno ao vivo pela internet. Diversas instituições espalhadas pelo planeta farão a transmissão:

 

http://www.transitofvenus.com.au/HOME.html

– http://sunearthday.nasa.gov/2012/transit/webcast.php

– http://www.up.ac.za/venus/index.htm

http://www.livestream.com/tov2012

http://www.ccssc.org/transit2012.html