Tecnologia Sanitária no Espaço

Dentro de uma espaçonave, ou em uma estação espacial, as coisas mais simples podem ser bem complicadas. Além do espaço apertado não temos a sensação de peso que orienta quase todos os nossos atos aqui na Terra. Cuidar da higiene pessoal exige criatividade e algum treino. A água também é algo muito precioso para ser desperdiçada numa chuveirada, por exemplo.

Latrina espacial à vácuo.

Já se perguntou como os astronautas vão ao banheiro no espaço? Para urinar é preciso usar um tubo que aspira o líquido. A água presente na urina vai ser reaproveitada depois de devidamente filtrada e tratada. Depois disso a água tornas-se potável novamente. Mais ou menos do jeito que acontece no ciclo da água na natureza (água líquida evapora, forma nuvens e chove) só que mais rápido.

E para fazer o número 2? Se o astronauta estiver numa cápsula pequena ou em uma atividade extraveicular ele usa, por baixo do traje espacial, uma super fralda com nome técnico pomposo : Vestimenta de Máxima Absorção (MAG). Ele faz ali mesmo mas a MAG absorve quase tudo. Numa estação espacial temos vasos sanitários especiais que sugam os dejetos que também vão ser desidratados para aproveitar água. Os resíduos sólidos que sobram vão para o lixo. A semelhança com os bebês não termina aí não.

E tomar banho? Geralmente em uma estação espacial, ou cápsula, a higiene corporal fica a cargo de toalhas umedecidas. Já se experimentou chuveiros com box vedado na Skylab mas é bem menos prático do que usar as toalhas.

Astronauta após banho na estação espacial Skylab (década de 70).

Escovar os dentes? Normal, mas tem que engolir a pasta de dentes.

Lavar roupa? Não se lava, usa a roupa o quanto der e depois joga no lixo.
O lixo é retirado de tempos em tempos por naves espaciais que trazem suprimentos.

Para saber mais:

https://gizmodo.uol.com.br/como-e-que-astronautas-escovam-os-dentes-lavam-os-cabelos-e-comem-no-espaco/

http://cmais.com.br/jornalismo/ciencia-tecnologia/astronauta-italiana-mostra-como-sao-feitas-tarefas-basicas-de-higiene-na-estacao-espacial-internacional