Usamos cookies em nosso site para lhe dar a experiência mais relevante, lembrando suas preferências e repetindo visitas. Ao clicar em "Aceitar tudo", você concorda com o uso de TODOS os cookies. No entanto, você pode visitar "Configurações de cookies" para fornecer um consentimento controlado.

Visão geral da privacidade

Este site usa cookies para melhorar sua experiência enquanto você navega pelo site. Destes, os cookies categorizados conforme necessário são armazenados no seu navegador, pois são essenciais para o funcionamento das funcionalidades básicas do site. T...

Sempre ativado

Os cookies necessários são absolutamente essenciais para que o site funcione corretamente. Esta categoria inclui apenas cookies que garantem funcionalidades básicas e recursos de segurança do site. Esses cookies não armazenam nenhuma informação pessoal.

Quaisquer cookies que podem não ser particularmente necessários para o funcionamento do site e são usados especificamente para coletar dados pessoais do usuário através de análises, anúncios, outros conteúdos incorporados são denominados como cookies não necessários. É obrigatório obter o consentimento do usuário antes de executar esses cookies em seu site.

Mulheres que Calculavam o Céu

Atualizados recentemente5

O dia 8 de março é dedicado à mulher. Entre os vários estereótipos sexistas que existiram por muito tempo foi a imagem de que ciência é coisa para homens, principalmente as chamadas ciências exatas. Com a Astronomia e demais ciências espaciais não foi diferente. A conquista espacial ficou, por muito tempo, associada a homens, sobretudo os astronautas. Faz algum tempo escrevi um post neste blog sobre mulheres astronautas e no meu blog pessoal também. Desde o voo de Valentina Thereshkova, a bordo da Vostok 5 em 1963, muitas mulheres tripularam naves espaciais. As mulheres têm participado da Astronomia desde muito tempo, não só tripulando naves, mas calculando o céu.

Hipácia, muito antes do feminismo

Hipácia uma das primeiras matemáticas que se tem notícia. (A direita: cartaz do filme Ágora).
Hipácia uma das primeiras matemáticas que se tem notícia. (À direita: cartaz do filme Ágora e o Astrolábio, atribuído à sua invenção).

 

Quer realmente um exemplo de mulher cientista que calculava o céu? Então vamos começar um bom tempo atrás, em torno do quarto século da era cristã. Estamos falando de uma figura muito notável: Hipácia. Na famosa biblioteca de Alexandria esta grande pensadora e astrônoma desenvolveu muita da matemática que usamos para compreender o céu hoje em dia. Seus trabalhos sobre as cônicas (curvas resultantes da seção de um cone) já apontavam para a mecânica celeste que, só mais tarde, nos levaria ao espaço. Sua posição avançada e inteligência aguçada lhe custaram a vida nas mãos de fanáticos religiosos no dia 8 de março de 415. Mais um motivo para lembrar desta data. Quer conhecer um pouco da sua história? Sugestão: assista o filme “Ágora” (no Brasil foi chamado “Alexandria”, lançado em 2009). A atriz Rachel Weisz interpretou Hipácia no filme.

As computadoras de Harvard e a Astrofísica Estelar

Slide2
Ao fundo a classificação espectral Harvard das estrelas. Ao centro, a líder do grupo Williamina Fleming (descobriu mais de 10 mil estrelas). À direita, Annie Jump Cannon (classificou mais de 300 mil corpos celestes). Abaixo à esquerda vemos um “frame” do episódio de Cosmos referente a Cecilia Payne.

A Astronomia sempre dependeu de cálculo, muito cálculo matemático. A astrofísica estelar deve muito a um grupo muito competente de mulheres reunidas pelo diretor do Harvard Observatory, Edward Charles Pickering. Naquela época os cálculos de astronomia eram feitos manualmente. A decisão de contratar mulheres tinha um quê de oportunismo, pois pagavam bem menos a elas que aos homens. O grupo ainda recebeu o desrespeitoso apelido de “Harém de Pickering”. Mas o grupo chefiado por Williamina Fleming rendeu muitos frutos para a astrofísica estelar que começava a se estabelecer. Vários nomes de peso saíram deste grupo. Annie Jump Cannon foi a criadora do sistema de classificação dos espectros de estrelas usado até hoje. Henrietta Swan Leavitt desenvolveu a lei que leva seu nome que relaciona luminosidade e período das estrelas variáveis Cefeidas. Esta lei foi uma ferramenta poderosa para determinar distâncias estelares. Cecilia Payne usou a classificação de Cannon para desenvolver uma tese importantíssima sobre atmosferas estelares. Para mais detalhes recomendo o episódio de Cosmos A SpaceTime Odyssey, intitulado ”Sisters of The Sun” (As Irmãs do Sol).

As Figuras Escondidas nas Estrelas

Atualizados recentemente4

Já imaginou quantos cálculos matemáticos um voo espacial exige? Outra área que a figura masculina dominava a cena. Para pôr uma nave em órbita é preciso calcular a órbita, o consumo de combustível, a resistência dos materiais e por aí afora. Mas quando a NASA foi criada, para ser uma resposta ao Sputnik 1, computadores eletrônicos ainda não eram fáceis de se usar, nem tão populares assim. Muito cálculo era feito praticamente à mão. Usava-se réguas de cálculo, tábuas de logaritmo e calculadoras mecânicas. Essas calculadoras eram “monstros” elétricos enormes e barulhentos. “Estrelas Além do Tempo” (Hidden Figures, 2016) concorreu ao último Oscar de melhor filme. O filme revela a história de mulheres negras que formaram um grupo de computadores humanos que permitiram aos EUA ter sucesso no programa Mercury. Para saber mais visite o post Mulheres Escondidas nas Estrelas no blog Esquina Espacial. Ver também “Hidden Human Computers: The Black Women of NASA” –  

Uma jovem nerd no Programa Apollo

Margareth Hamilton, inventora da engenharia de software e responsável pelo programa das naves Apollo e sobretudo do Módulo Lunar que levou Armstrong e Aldrin a superfície do nosso satélite.
Margareth Hamilton, inventora da engenharia de software e responsável pelo programa das naves Apollo e sobretudo do Módulo Lunar que levou Armstrong e Aldrin à superfície do nosso satélite.

Ainda não fizeram um filme, mas o programa Apollo (bem depois do Mercury) também deve a uma mulher que calculava. Margareth Hamilton era bem jovem quando desenvolveu o ramo da engenharia de software. Ela desenvolveu os programas que regiam os computadores de bordo das naves Apollo. Seu programa salvou Armstrong e Aldrin durante o primeiro pouso lunar. O ex-presidente Obama condecorou-a no final de seu mandato.

A estas mulheres calculistas devemos muito do nosso conhecimento atual do espaço.