Usamos cookies em nosso site para lhe dar a experiência mais relevante, lembrando suas preferências e repetindo visitas. Ao clicar em "Aceitar tudo", você concorda com o uso de TODOS os cookies. No entanto, você pode visitar "Configurações de cookies" para fornecer um consentimento controlado.

Visão geral da privacidade

Este site usa cookies para melhorar sua experiência enquanto você navega pelo site. Destes, os cookies categorizados conforme necessário são armazenados no seu navegador, pois são essenciais para o funcionamento das funcionalidades básicas do site. T...

Sempre ativado

Os cookies necessários são absolutamente essenciais para que o site funcione corretamente. Esta categoria inclui apenas cookies que garantem funcionalidades básicas e recursos de segurança do site. Esses cookies não armazenam nenhuma informação pessoal.

Quaisquer cookies que podem não ser particularmente necessários para o funcionamento do site e são usados especificamente para coletar dados pessoais do usuário através de análises, anúncios, outros conteúdos incorporados são denominados como cookies não necessários. É obrigatório obter o consentimento do usuário antes de executar esses cookies em seu site.

INPE completa 50 anos de serviços prestados ao país

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) completa 50 anos hoje. Em 3 de agosto de 1961, inspirado na histórica viagem do cosmonauta soviético Yuri Gagarin ao espaço, o presidente Jânio Quadros assinava o decreto que criava uma espécia de “Nasa brasileira”.

Passadas essas cinco décadas, o INPE, com sede em São José dos Campos (SP) e com outras 11 unidades espalhadas pelo país (Belém, São Luís, Eusébio-CE, Natal, Cuiabá, Brasília, São Martinho da Serra-RS, Santa Maria-RS, Cachoeira Paulista-SP, Atibaia-SP e São Paulo) trabalha em parceria com agências espaciais da Europa, América, Ásia e África e é o responsável pelo desenvolvimento de satélites que monitoram o território nacional. O instituto também trabalha com meteorologia e previsão do tempo.

Além de satélites, o INPE é responsável por testar equipamentos presentes no dia-a-dia de todos. No Laboratório de Integração e Testes (LIT), por exemplo, são feitos testes que verificam a radiação emitida por telefones celulares, máquinas de cartão de crédito e até mesmo veículos, como carros e ônibus.

Apesar de todos esses trabalhos de suma importância para o país, o INPE comemora meio século de existência em volta a problemas e incertezas. O principal deles é a falta de mão-de-obra qualificada, fundamental para dar continuidade aos projetos em desenvolvimento.