Usamos cookies em nosso site para lhe dar a experiência mais relevante, lembrando suas preferências e repetindo visitas. Ao clicar em "Aceitar tudo", você concorda com o uso de TODOS os cookies. No entanto, você pode visitar "Configurações de cookies" para fornecer um consentimento controlado.

Visão geral da privacidade

Este site usa cookies para melhorar sua experiência enquanto você navega pelo site. Destes, os cookies categorizados conforme necessário são armazenados no seu navegador, pois são essenciais para o funcionamento das funcionalidades básicas do site. T...

Sempre ativado

Os cookies necessários são absolutamente essenciais para que o site funcione corretamente. Esta categoria inclui apenas cookies que garantem funcionalidades básicas e recursos de segurança do site. Esses cookies não armazenam nenhuma informação pessoal.

Quaisquer cookies que podem não ser particularmente necessários para o funcionamento do site e são usados especificamente para coletar dados pessoais do usuário através de análises, anúncios, outros conteúdos incorporados são denominados como cookies não necessários. É obrigatório obter o consentimento do usuário antes de executar esses cookies em seu site.

Começa o Inverno no Brasil: 21/06/2018

Foto do mostrador do relógio solar horizontal no jardim do Planetário do Rio. As linhas retas convergentes são as linhas horárias. As linhas curvas são as linhas diárias: correspondem as trajetória da sombra ao longo do dia em datas específicos. A linha de solstício de junho está bem visível. A data costumava variar entre o dia 22 e 21 de junho.

Nesta quinta, 21/06/2018, às 7h, começa oficialmente o inverno no hemisfério sul. Mas, por que lá na Rússia é verão? Como se determina essa data? 

Stonehenge
Stonehenge – monumento megalítico, encontrado na Inglaterra, que guarda vários alinhamentos com o nascer e o pôr do Sol.
Calendário Hopi-Navajo
Calendário de Horizonte do por do Sol dos Hopi-Navajo.

Muitas culturas antigas, como os egípcios, os mesopotâmicos e os gregos, fizeram seus calendários anuais usando o movimento aparente do Sol no céu. Vários dispositivos, das mais diversas formas, foram feitos ao longo da história da humanidade para observar a posição do Sol e daí criar calendários. Observando o nascer e o pôr do Sol, culturas como a dos índios norte-americanos puderam fazer verdadeiros calendários de horizonte.

Comparando os lugares de nascer ou pôr do Sol com detalhes do relevo (montanhas e vales, por exemplo) percebiam suas mudanças dia após dia. Com paciência e método você pode fazer o mesmo com o pôr do Sol, se não gostar de acordar cedo. Só precisa de um lugar fixo de onde se tenha uma boa visão do horizonte oeste e alguma forma de marcar as posições usando prédios e relevo como referência. Pode fazer isso tirando fotos ou desenhando.

Desta maneira, se percebe logo que o Sol, ao longo do ano, se põe em lugares diferentes. Somente em duas datas o poente se dá no ponto cardeal oeste: são os equinócios (do latim equi=igual e nócio=noite), de março e de setembro. Nestas datas o Sol ilumina de forma equilibrada ambos os hemisférios. A duração do dia e da noite são, praticamente, idênticas.

A partir do equinócio de março, o Sol se põe a cada dia mais ao norte. Outono para nós do hemisfério sul ocorreu no dia 20 de março de 2018, em torno das 13h. O poente se move a cada dia até atingir seu ponto máximo de afastamento ao norte. Temos então a sensação de que o Sol “para” seu movimento e depois começa a se mover mais para o sul. Chamamos este momento de solstício (do latim solstitius que significa “ponto onde o Sol, na sua trajetória aparente, não se desloca”). Existe um solstício de junho e outro de dezembro.

21 de junho de 2018 – 7h – Solstício de Inverno no Hemisfério Sul.

Isto tudo é decorrente do movimento da Terra ao redor do Sol e do fato de que o equador terrestre é inclinado em relação ao plano deste movimento. Assim, hora um hemisfério está mais voltado para o Sol que o outro. Isto explica a alternância das estações entre os hemisférios. Por isso, aqui vamos começar o inverno e lá na Rússia (onde acontece a Copa do Mundo) será o início do verão.

Para mais detalhes visite este artigo: Movimentos da Terra