Coisinha do pai

Morreu Elizabeth Santos Leal de Carvalho, filha do Seu João e da Dona Maria, irmã da Vânia. Morreu Beth Carvalho, madrinha do samba.  Morreu ontem, 30 de abril de 2019, de infecção generalizada, após meses de internação. Amantes da música, amantes do samba, amantes da cultura brasileira choram e se recolhem em luto.

Beth Carvalho começou sua carreira na Bossa Nova, mas encontrou-se e fez sucesso no samba e no pagode. Revelou artistas como o grupo Fundo de Quintal, Zeca Pagodinho, Almir Guineto, Sombra, Sombrinha, Arlindo Cruz, Luis Carlos da Vila, Jorge Aragão e muitos outros. Era sucesso no Brasil e no mundo. E não só nesse mundo…

Um dos seus maiores sucessos é a música “Coisinha do Pai”. E foi justamente essa música, na voz de Elba Ramalho e Jair Rodrigues, que foi usada para acordar o robô Sojourner, na superfície de Marte, em 11 de julho de 1997.

O Sojourner foi o primeiro rover marciano, e tinha o tamanho de um grande forno de micro-ondas. Era a parte móvel de solo da missão Pathfinder, que chegou ao planeta no dia 4 de julho de 1997. Seu grande sucesso levou a missões mais ambiciosas e a rovers maiores e mais bem equipados. Mas em 1997, o Sojourner era o estado da arte da exploração planetária.

Sua superfície superior, revestida com uma placa fotovoltaica, absorvia a radiação solar durante o dia, permitindo uma autonomia maior das baterias. Durante a noite, o robô entrava em modo de hibernação, aguardando um sinal vindo da base de comando, na Terra, para retomar as atividades. Esse sinal poderia ser um pulso eletromagnético qualquer, um ruído para ouvidos humanos; mas os cientistas da NASA tem um quê de poetas e gostavam de acordar o rover com música.

No dia 11 de julho, o comando de despertar foi disparado pela brasileira Jacqueline Lyra, engenheira aeroespacial responsável pelo controle de temperatura do robô. E a música escolhida por ela foi justamente o grande sucesso de Beth Carvalho.

Segundo reportagem da Folha de São Paulo, do dia 12 de julho de 1997:

“A música, segundo a engenheira, é uma “forma simbólica” de enviar o sinal para que o robô comece a trabalhar. Esta era a forma usada para acordar os astronautas de outras expedições espaciais.

Nos dias anteriores, a trilha sonora foi composta por músicas de rock. No primeiro dia, foi a música “Mad About You”, música-tema do seriado norte-americano com o mesmo nome.

O samba seria “enviado” da Califórnia até o robô a partir das 19h de ontem (23h em Brasília). O dia começou ontem em Marte neste horário.

Jacqueline disse que escolheu a música, do CD “Casa de Samba”, depois de ouvi-la em casa e lembrar os dias festivos que a equipe do JPL (Laboratório de Propulsão a Jato), que projetou o robô para a Nasa, tem passado com o sucesso da expedição.

O CD é uma coletânea de sambas gravados por vários intérpretes. A música é de autoria de Jorge Aragão, Almir Guineto e Luís Carlos, e tem sua interpretação mais conhecida feita pela cantora Beth Carvalho.

O trecho, segundo Jacqueline, que a despertou foi: “Você vale ouro/todo o meu tesouro (…) Agradeço a Deus porque lhe fez/Ô coisinha tão bonitinha do pai”. A engenheira disse que a estrofe representa o carinho que os cientistas têm pelo pequeno robô.”

O episódio deixou Beth tão comovida que dois anos depois ela gravou o “Samba de Marte”:

Neste ou em outro planeta, Beth Carvalho sempre será um sucesso!

Published by Alexandre Cherman

Alexandre Cherman é astrônomo, doutor em Física e atualmente ocupa o cargo de Diretor de Astronomia.