Usamos cookies em nosso site para lhe dar a experiência mais relevante, lembrando suas preferências e repetindo visitas. Ao clicar em "Aceitar tudo", você concorda com o uso de TODOS os cookies. No entanto, você pode visitar "Configurações de cookies" para fornecer um consentimento controlado.

Visão geral da privacidade

Este site usa cookies para melhorar sua experiência enquanto você navega pelo site. Destes, os cookies categorizados conforme necessário são armazenados no seu navegador, pois são essenciais para o funcionamento das funcionalidades básicas do site. T...

Sempre ativado

Os cookies necessários são absolutamente essenciais para que o site funcione corretamente. Esta categoria inclui apenas cookies que garantem funcionalidades básicas e recursos de segurança do site. Esses cookies não armazenam nenhuma informação pessoal.

Quaisquer cookies que podem não ser particularmente necessários para o funcionamento do site e são usados especificamente para coletar dados pessoais do usuário através de análises, anúncios, outros conteúdos incorporados são denominados como cookies não necessários. É obrigatório obter o consentimento do usuário antes de executar esses cookies em seu site.

Buraco Negro e o Ovo de Chocolate

 

Por Jorge Marcelino – Astrônomo da Fundação Planetário do Rio de Janeiro

 

A Páscoa é uma data importante em quase todos os lugares do mundo. Para os cristãos, simboliza a ressurreição de Cristo; para os judeus, a libertação e a fuga do Egito; e para os antigos pagãos, cuja festa foi absorvida pela cultura judaico-cristã, era símbolo de fertilidade e renovação associada à deusa nórdica Gefjun (aquela que provê prosperidade e felicidade).

Páscoa lembra também chocolate, um estimulante, com alto valor calórico e fuga do regime…

A NGC 4845 é uma galáxia espiral SA ab classificada como do Tipo Seyfert 2, localizada a uma distância de 14,5 Mpc (algo como 47,3 milhões de anos-luz de distância), que apesar de ser estudada há mais de 30 anos, nunca despertou muito interesse até agora. Um trabalho publicado na revista Astronomy & Astrophysics, no início deste mês, mostra que uma grande emissão de energia foi observada. Estudos comprovaram que o buraco negro central, com uma massa de trezentas mil massas solares, absorveu aproximadamente 10% da massa de uma estrela anã-marrom.

Buracos-negros não são “aspiradores de pó” gigantes que puxam tudo à sua volta. Apenas os objetos que estejam se movendo abaixo de uma determinada velocidade e se encontram a certa distância são atraídos gravitacionalmente e absorvidos. Um objeto, ao se aproximar do buraco negro, é destruído pela imensa força gravitacional e sua massa (do objeto) é “devorada”, aumentando a massa do buraco negro.

Li este artigo e resolvi escrever sobre ele porque foi isto que aconteceu comigo (e aposto que com vários de vocês): assim como o buraco negro que se encontra no centro da galáxia NGC 4845, que estava quieto e foi “provocado” por uma estrela anã-marrom com massa entre 14 e 20 massas de Júpiter, também me senti atraído por um ovo de Páscoa que ganhei… e, então,… adeus regime…